• Waldez Amorim
  • 07/06/2017 - 13:10:53
  • NISSAN

Proprietários do Sentra relatam falhas com o eletroventilador no modelo da Nissan, concessionárias reconhecem o problema

Proprietários do Nissan Sentra relatam falhas com a ventoinha

Sentra: recall branco no eletroventilador

A função do eletroventilador é refrigerar o radiador, sempre que o ar frontal produzido pelo veículo não for suficiente. No último mês, fomos contatados pelos membros do nissanclube.net que nos informou haver mais de 30 casos de proprietários relatando o problema com o eletroventilador dos Sentra produzidos entre 2013 e 2015.

Por se tratar de uma peça fundamental na refrigeração do veículo, qualquer problema o risco de prejuízos graves é alto, como relata o empresário Fernando Palma Sanchez, de São Paulo, SP, proprietário de um Sentra 2013. “Em um dia muito quente percebi que a refrigeração do ar condicionado parou de funcionar. Ao levar o carro para a concessionária o mecânico me disse para eu imobilizar o carro o mais rápido possível. Quando consegui uma data para levar o carro a concessionária me informaram que além do eletroventilador, o compressor havia queimado e que as peças chegariam em uma semana. Questionei se o que eu faria se o defeito tivesse ocorrido depois da garantia ter acabado em um carro de R$ 100 mil com menos de dois anos de uso e 30 mil quilômetros rodados. Agora o ar condicionado do meu carro está fraco novamente, o carro sem garantia e o valor das peças juntas são R$ 7 mil. Isso sem falar que se houvesse problemas no motor, a Nissan não se responsabilizaria,” conta Fernando.

Muitas vezes o proprietário precisa argumentar na concessionária para provar que o problema existe, como relata o economiário Rafael Machado, de Canoas, RS, proprietário de um Sentra 2014. “Na concessionária disseram que o problema é raro aqui no sul. Por causa disso me devolveram o carro como havia sido entregue a eles. Precisei de 2 meses e uma argumentação de 20 minutos para conseguir que fizessem os testes e trocasse o eletroventilador em garantia. Caso não tenha a peça no Brasil terei de aguardar até 15 dias úteis para vir do México,” conta Rafael.

Pior é quando a garantia termina e a concessionária tenta cobrar até mesmo pelo diagnóstico do problema, como relata o engenheiro de produção Felipe Oliveira Otero, do Rio de Janeiro, RJ, proprietário de um Sentra 2013. “Ao perceber o mau funcionamento no ar condicionado levei o carro a concessionária e eles disseram que a garantia havia terminado no dia anterior, então, eu teria de agendar uma data para o diagnóstico e pagar R$ 365,00. Liguei para a ouvidoria da Nissan e o gerente me informou que a Nissan havia autorizado e que era para eu aguardar cinco dias para o diagnóstico. Quando levei o carro para avaliarem me disseram que haviam constatado e que o conserto ficaria em R$3.800,00, mas que para mim fariam o conserto por apenas R$ 3000 parcelado em 6 vezes. Desde então meu carro está parado na garagem e não posso utilizar por causa desse problema,” lamenta Felipe.

Procuramos cinco concessionárias Nissan nas cidades de Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo e todas disseram conhecer o problema e que a troca do eletroventilador é feita em garantia.

Além disso, em uma das concessionárias, o atendente disse que a garantia para pessoa jurídica é maior.

O POVO RECLAMA

“Na concessionária trocaram o eletroventilador sem contestarem, parece que estão fazendo recall branco. Agora estou com medo do problema ocorrer quando a garantia terminar, pois, não me explicaram porque o problema ocorreu.”

Rodrigo Vilarim Martins, servidor público, Natal (RN), dono de um Sentra 2015.

“Um dia após a garantia terminar quiseram me cobrar para fazer o diagnóstico do problema. Após ligar para a Nissan me apresentaram um orçamento de R$ 3.800, preferi deixar meu carro parado na garagem sem consertar.”

Felipe Oliveira Otero, engenheiro de produção, Rio de Janeiro, RJ, dono de um Sentra 2013.

“Percebi que o ar condicionado não estava ligado quando os vidros começaram a embaçar durante uma chuva. Cheguei em casa e olhei várias partes do motor até perceber que o eletroventilador não estava funcionando.”

Rodrigo Gomes de Oliveira, técnico em Robótica Submarina, Santo Antônio de Pádua, RJ, dono de um Sentra 2014.

A RESPOSTA

Consultada, a Nissan do Brasil diz que “os clientes foram atendidos pela rede de concessionárias, que reparou os veículos em garantia”. Só que o Sentra é vendido com garantia de 3 anos – o que significa que as falhas que ocorrerem de agora em diante nos carros fabricados até 2015 já correm o risco de não serem cobertas.

Fonte: Revista Quatro Rodas, edição 695.

Comentários

Comentários